Dicas de Roma, dia 3: Roma sagrada

Compartilhe boas ideias, coisas gostosas e amor nas redes sociais:

20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, medications dosage táloco) , filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remy no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-150124.jpg

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana!
20130909-150124.jpg

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, this site táloco) , filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remi no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana!

20130909-112723.jpg

20130909-115056.jpg
20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, web táloco) , visit filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, viagra 40mg 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remy no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-150124.jpg

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana!

20130909-112723.jpg

20130909-115056.jpg
20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, website like this táloco) , filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remy no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-150124.jpg

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana! No próximo capítulo desse Guia de Roma teremos… A Roma sagrada! Fique de olho que daqui a pouco pipoca o post por aqui :)

20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, web táloco) , medicine filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, information pills 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remy no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-150124.jpg

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana! No próximo capítulo desse Guia de Roma teremos… A Roma sagrada! Fique de olho que daqui a pouco pipoca o post por aqui :)

20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, cure táloco) , viagra buy filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remy no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-150124.jpg

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana! No próximo capítulo desse Guia de Roma teremos… A Roma sagrada! Fique de olho que daqui a pouco pipoca o post por aqui :)

20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, visit this site táloco) , sale filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, viagra approved 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del Popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remy no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-150124.jpg

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana! No próximo capítulo desse Guia de Roma teremos… A Roma sagrada! Fique de olho que daqui a pouco pipoca o post por aqui :)

20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, no rx táloco) , viagra 60mg filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del Popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remy no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-150124.jpg

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana! No próximo capítulo desse Guia de Roma teremos… A Roma sagrada! Fique de olho que daqui a pouco pipoca o post por aqui :)

20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, erectile táloco) , filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del Popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remy no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-150124.jpg

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana! No próximo capítulo desse Guia de Roma teremos… A Roma sagrada! Fique de olho que daqui a pouco pipoca o post por aqui :)

20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, viagra 100mg táloco) , filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del Popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remy no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-150124.jpg

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana! No próximo capítulo desse Guia de Roma teremos… A Roma sagrada! Fique de olho que daqui a pouco pipoca o post por aqui :)

Pra ler sobre o primeiro dia da viagem basta acessar aqui!
20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, information pills táloco) , stuff filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del Popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remy no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-150124.jpg

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana! No próximo capítulo desse Guia de Roma teremos… A Roma sagrada! Fique de olho que daqui a pouco pipoca o post por aqui :)

Pra ler sobre o primeiro dia da viagem basta acessar aqui!
20130909-112618.jpg

Depois da andança sem fim do dia anterior e de dormir o sono dos justos acordei pra enfrentar meu primeiro dia oficial em Roma! Café da manhã reforçado (e com uma ricota fresca maravilhosa DE PASSAR NA CARAAAAA, visit web táloco) , cialis 40mg filtro solar 60 no corpo todo e muita coragem pra enfrentar o calor medonho que fazia já às 10hs, 28C :O

20130909-112939.jpg

Pra ganhar na loteria e gastar sem dó!

Peguei o metrô e fui até a estação Barberini, já que dali poderia ir a pé até varios lugares marcados no meu guia como “Roma Chic!”. Gimme Prada, gimme Dior, gimme Armani and gimme money porque não tá fácil pra ninguém, hahaha! Queria namorar e sonhar (porque ainda é de graça, né?) na frente de todas as vitrines do desejo, hehe. Saindo da estação desci a Via del Tritone no sentido da Fontana di Trevi.

Pausa pra dizer que ali começou a minha inútil busca pelas Sephoras romanas da nova linha de makes do Marc Jacobs. Durante minha estadia fui em to-das as lojas (Via del Tritone, Via del Corso, Piazza di Spagna e até na loja dentro da estação central de trem de Termini) e nadica de encontrar…as vendedoras nem sabiam se iria chegar um dia. Ô beleza. Só que não :/

20130909-113521.jpg

20130909-113635.jpg

Bom, essa Via del Tritone é muito bacana, cheia de lojas mais básicas com produtos como sapatos (por 10/15 euros o par de sapatilhas e sandálias de verão em couro), bolsas e roupas a preços excelentes. Não resisti a uma das vitrines e acabei comprando duas bolsas lindinhas de couro italiano, uma amarela super verão por 20€ e a outra cinza bem clarinha por 40€. A loja é ótima (assim como os preços) e dá vontade de levar tudo, uma COISA. Aliás, se tem uma coisa que vale a pena comprar na Itália são bolsas e sapatos de couro…tem muita coisa boa e barata nessa época de liquidação de verão.

20130909-113814.jpg

20130909-113947.jpg

Refrescando os olhos e a alma

Continuei andando firme e forte debaixo daquele solzão que Deus mandava até chegar na Fontana di Trevi. Por mais que eu já a tivesse visto (essa foi minha terceira vez), é sempre uma emoção na hora que você sai de uma das ruazinhas pequenas que levam até ela e PÁAAAAAAA, dá de cara com aquele esplendor todo. Pra variar, o lugar estava apinhado, né? Acredito que a única hora do dia que dê pra curtir a vista sem aquele exército de gente em volta é lá pelas 7 da manhã. Se você vai ficar num hotel ali pertinho vale muito a pena acordar mais cedo e desfrutar desse prazer :)

20130909-114517.jpg

20130909-114912.jpg

Aproveitei pra me refrescar e pegar um gelato di limone con mirtillo porque o calor estava PUXADO. Sentei ali num cantinho e fiquei sonhando em mergulhar de roupa e tudo naquelas águas geladinhas, Fellini style, hahaha.

20130909-115435.jpg

20130909-115754.jpg

Depois, parti rumo a Piazza di Spagna, cartão postal de Roma e ponto de partida da Via Condotti, a Oscar Freire da Itália! Olha, se tem uma coisa que Roma tem a rodo são praças, uma mais linda do que a outra. É um verdadeiro prazer ficar sentado em alguma delas, tomando um drink geladinho e vendo o povo passar de lá pra cá.

A Via Codotti cruza uma outra rua de compras importante da região, a Via del Corso. Está tudo ali, gente. Tudo o que a mulherada pira: Dior, Gucci, Prada, Miu Miu, Armani, Cèline, Sephora, MAC, Kiko Make Up, Zara… É mega engraçado ver o povo tirando fotos das vitrines :P Mas delícia mesmo é ficar andando pra cima e pra baixo, entrando nas ruas adjacentes e descobrindo preciosidades como uma Ladureè ali naquela confusão!

Na hora em que a fome bateu parti pra Antica Enoteca, um wine bar e ristorante que fica na Via della Croce e que foi muito bem recomendado pela revista Time Out. O staff foi super bacana e a casa tinha ótimos vinhos pra pedir em taça, além de um cardápio bem do bom! Escolhi um vinho branco da região da Campagna com sabor abaunilhado, água mineral geladinha que eles servem em uma garrafa azul linda e um triangollini di zucchini, speck e queijo pecorino. Bom, muito bom! Tudo por 16 euros.

20130909-122126.jpg

20130909-122304.jpg

20130909-122754.jpg

E no meio de uma das cidades mais antigas do mundo uma exposição com os lugares mais remotos (e ainda primitivos) da atualidade

Mal sabia eu que minha perambulação digestiva após o almoço me levaria a uma das surpresas mais agradáveis da viagem: dar de cara com a exposição Genesis do fotógrafo Sebastião Salgado. Quase tive um troço quando virei uma ruazinha e avistei um prédio mega moderno na beira do Rio Tevere (o único que vi em Toma, sinceramente) com o banner dessa expo na fachada. Era o Museo Dell’Ara Pacis!

20130909-124519.jpg

Foi ótimo fazer um break do calor, abraçar o ar condicionado COM FORÇA e me jogar na viagem emocional pelo nosso planeta proposta por Salgado. O ingresso custou 10 euros + 5 pelo guia oficial. Eu fiquei muito emocionada com as fotos que retratam as zonas mais desabitadas e distantes da Terra. Galápagos, Antártica, Circo Polar Ártico, África, Amazônia… Nosso mundo ainda é selvagem e lindo e temos a obrigação de lutar por sua preservação.

20130909-124655.jpg

20130909-125217.jpg

20130909-134259.jpg

Logo na frente desse museu existe uma fonte de água fresquinha que a galera, nem tão discretamente hehehe, para pra mergulhar os pés cansados. Depois de ficar sonhando em mergulhar de cabeça lá na Fontana di Trevi acabei achando meu cantinho pra refrescar e mergulhar pelo menos os pés. Melhor coisa do mundo… E a falta de coragem pra sair dali?

20130909-135640.jpg

20130909-135913.jpg

20130909-140104.jpg

20130909-140309.jpg

Mas as horas passavam e eu tinha compromisso no começo da noite. Caminhei ao longo do rio, na sombra das árvores e fui até a Piazza del Popolo onde peguei o metro pra voltar ao hotel. Depois de quase 7 horas de caminhada tudo o que eu queria era um banho e relaxar no ar condicionado do meu quarto.

20130909-141526.jpg

20130909-141753.jpg

20130909-141902.jpg

20130909-142234.jpg

Cheguei às 16:30hs e sai às 18:30hs rumo ao Castel Sant’Angelo pra uma visita noturna, passeio que descobri na internet e que estava doida pra fazer (foram 11 euros comprados pelo site deles ainda no Brasil). Ahhh, a estação de metrô mais perto dali é a Lepanto.

A magia de uma noite de verão

Notti d’estate a Castel Sant’ Angelo é o nome do evento que abre as portas do castelo quando a noite cai no verão! Cheguei um pouco cedo e tive q esperar uma horinha até o meu horário… mas foi perfeito porque peguei o por do sol na ponte mais linda de Roma e fiquei pirando fazendo fotos ao som de uns italianos que montaram um palco do lado do castelo pra tocar Pink Floyd por horas a fio. Olha, foi uma experiência muito viajante e mágica, um natural high dos melhores!

20130909-143020.jpg

20130909-143138.jpg

20130909-143318.jpg

O castelo à noite é incrível. Parece que você voltou no tempo, uma loucura. E quando chega lá em cima dá pra ver o anjo que coroa a construção de pertinho, abençoando a cidade com uma vista INACREDITÁVEL de Roma iluminada. Olha, me senti como o Remy no Ratatouille, sabe, ahahah? Quando ele sobe do esgoto em Paris até o topo do telhado pra ver a cidade luz se abrindo em explendor? Chorei, véi, na boa.

20130909-144505.jpg

20130909-144613.jpg

20130909-144726.jpg

20130909-144305.jpg

20130909-144924.jpg

20130909-145059.jpg

20130909-145316.jpg

20130909-145448.jpg

20130909-145550.jpg

20130909-145645.jpg

20130909-145813.jpg

20130909-150124.jpg

Que triste ter que sair daquele lugar :( Ahhhh, pra deixar ainda melhor, de quarta a domingo tem concerto de música lá… pena que fui na terça. Atravessei a ponte que fica na frente do castelo e fui jantar no Al Bracieri, um ristorante muito simpático. O staff foi super atencioso, ganhei até uma taça de prossecco! Pedi fiori di zucca recheada de queijo e aliche, empanada e frita como antipasto, AFF, gente, AFFFFFFF. Pra acompanhar, bucattini alla matriciana. Bom demais! Ahhhh, nesse restaurante eles também assam carnes na brasa :) Parece ser muito bom. A conta saiu 17,50€ com sobremesa, um creme catalão com calda di frutti di bosco DE MORRER de bom.

Pra voltar pro hotel acabei pegando um taxi porque meus pés não aguentavam mais dar nenhum passinho sequer, heheh. A corrida foi 12€. Talvez tivesse saído até mais em conta porque tivémos que passar pela avenida dos Fori Imperiali e a velocidade máxima ali é de 30km/h, hahaha . O motorista foi reclamando disso do restaurante até o hotel :P

Viu só como dá pra fazer muuuuita coisa a pé em Roma? É uma das grandes vantagens da capital Italiana! No próximo capítulo desse Guia de Roma teremos… A Roma sagrada! Fique de olho que daqui a pouco pipoca o post por aqui :)

Pra ler sobre o primeiro dia da viagem basta acessar aqui! Ou, pra ver as fotos no instagram do Bramare, basta procurar pela hashtag #vempraroma :)

foto

Olha, approved depois da andança SURREAL do dia anterior foi MUITO difícil acordar no dia seguinte…Tive que me forçar a sair da cama às 9hs, purchase praticamente um zumbi. Minhas pernas pareciam ter cada uma 100 quilos, que dureza. Mas calma que eu encontrei forças em algo superior pra continuar com as minhas dicas de Roma pra você, ehehe. Claro que não iria ficar dormindo, né?

Como era dia de ir ao Vaticano entrei no foursquare pra dar uma olhada no movimento por lá, haha #viajantegeek #procrastinabia

Nerdices à parte, foi a melhor coisa que fiz, sabia? Existia uma lista enorme de dicas e todas diziam a mesma coisa: “deixe para ir depois das 13hs porque de manhã a entrada no Museu do Vaticano é grátis e o lugar fica abarrotado de gente e ônibus de excursão infernais.” Ou seja, dor de cabeça na certa! Achei a mensagem um sinal dos deuses e voltei pra cama onde dormi bo-ni-ta até o meio dia :)

Aqui cabe uma dica muito importante pras mulheres, principalmente no verão: levem um lenço grande na bolsa que possa virar uma saia ou echarpe. É proibido entrar em muitas igrejas, principalmente no Vaticano, com pernas e colo à mostra. Então pra não correr o risco do seu passeio acabar na escadaria de entrada, cubra-se ;)

Bom, saí do hotel ao meio dia e meio e peguei o metro até a estação Otaviano. Em meia hora já estava na porta do museu e deu pra ter uma boa noção da encrenca que deve ter sido entrar ali de manhã… uma horda de pessoas esperava pelos ônibus nas calçadas adjacentes. Caos, sol tostando e gritaria mas a fila de entrada estava livre, livre o/ #foursquarewin

Um tarde abençoada

dicas de roma

O preço da entrada no Museu do Vaticano sai por 16 euros + 7 pelo audio guide. Leve seu passaporte ou um ID pois você tem que deixar na portaria (eles devolvem na saída). Uma outra coisa importante: tem bastante sobe e desce lá dentro e poucas rampas pra ajudar… então tem que estar bem das pernas (e joelhos), haha. Fiz algumas fotis ao longo do percurso de quase 3 horas, vem comigo dar uma olhada:

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

O lugar é incrível, uma super coleção de obras de arte sacra de todas as épocas e estilos. Do egito antigo até a arte moderna e contemporânea ( com direito a obras de Klee, Van Gogh, Mondrian, Bottero, Frances Bacon, Salvador Dali e até a uma escultura de Jesus-Rafael Soto, artista que AMO!).

Aliás a curadoria da exposição é muito interessante. Eles deixaram essa parte de arte mais recente logo nas salas anteriores à Capela Sistina. Com paredes brancas e quadros esparsos, o espaço limpa sua mente de toda opulência que viu anteriormente. Logo a seguir já entramos na Sistina e gente, PQP o contraste! O que já é lindo fica mais maravilhoso. Michelangelo era O CARA. Suas pinturas geniais dão a impressão de tridimensionalidade, devido a sua técnica com o jogo de sombras e perspectivas… Um ridículo.

Pena que é proibidíssimo fotografar dentro da Sistina :(

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

dicas de romag

dicas de romag

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

dicas de roma

Pra alimentar não só o corpo mas a alma

Na saída, lá pelas 15:30hs, foi hora da pausa pra um almoço tardio e merecido! Aproveitei pra dar uma chegadinha no Pizzarium, uma das lojas de pizza ai pezzi mais famosas de Roma!!! O Bourdain até fez um especial sobre o local, sabia? The place to eat pizza when in Rome :)

Pra chegar lá é fácil mas te dou o caminho das pedras. Saindo do museu vire à esquerda contornando o mesmo até você ver a escadaria com o M de metro e a placa Via Vittor Pisani. Desça. Vire à esquerda numa rua linda e arborizada, depois vire na segunda rua a direita chamada Via della Meloria. No final dessa rua, à esquerda, è a Pizzarium!

dicas de roma

O lugar é minúsculo, uma portinha como o Z Deli em São Paulo. Você escolhe a pizza que vai querer no balcão e, enquanto eles esquentam na hora, você paga no caixa ao lado. Peguei dois sabores: um de figo, cebola roxa e páprica doce, e o outro de pecorino, fiori di zucca e aroma de mel. A massa é macia mas com o fundo crocante, sabe? A de figo e cebola é de uma doçura delicada com o defumado da páprica dando um contraste interessante. Já a de queijo pecorino adocicado com o mel é genial e simples. Pizza praqueles que apreciam o sabor puro dos ingredientes sem toneladas de tempero, sabe? TEM QUE COMER!

dicas de roma

Difícil foi subir a escadaria pra voltar ao Vaticano, haha. Se você não precisar voltar pra lá pode pegar o metro que fica ali do lado, na estação Cipro ;) Mas não era o meu caso… Ainda tinha que visitar a Basílica di San Pietro. Então, sebo nas canelas pra mim.

A entrada na Basilica é gratuita e você pode subir até na cúpula (depois de mais de 300 degraus, haha). Como eu já subi 2 vezes e estava num estado semi-zumbi tamanho meu cansaço preferi me concentrar na igreja. Como já era mais pro fim de tarde a claridade entrava pelos vitrais formando raios de luz lá dentro, uma loucura de LINDO! A Pietà continua linda e emocionante assim como toda a arquitetura majestosa… “Guenta” firme aí na cadeira porque mesmo selecionando as imagens a quantidade de fotos que fiz por lá atingiu níveis SURREAIS. Vem ver!

1 2 3 4 5 6 7 8 9 16 17 18 19 20 21

10 11 12 13 14

 

Hora de relaxar a aproveitar a vista

Na saída resolvi cruzar o rio a caminho da Piazza Navona! O bairro é um dos mais legais da cidade, antigo, charmoso, cheio de pubs/tavernas e lojas de roupas vintage, de jòias feitas à mão e de coisas pra cozinha. De enlouquecer! Se você não sabe onde se hospedar ainda em Roma fica a dica!

22 23 24 25 26 27 28 29

A Piazza Navona é onde fica a embaixada brasileira, aliás. Peguei um bom e bello gelato ali na Ai Tre Tartufi e dei uma boa relaxada nas pernas enquanto apreciava o movimento.

30 31 32 33 34 35 36 37 38 39

Dali subi vagarosamente até o Pantheon, Fontana di Trevi e metro Barberini, onde peguei o metro e parti de volta ao hotel para um merecido banho de espuma!

40 50 51 52 52a 53 54 55 56

O que me consolou nessa viagem é que apesar da gente comer MUITO, a gente anda demais também, haha. Com esse pensamento em mente jantei dois arancinis (bolinhos de risotto de origem siciliana! um de ragú e o outro de proschiutto, nhammm) com fanta de limão e caí pesado na cama!

dicas de romag

Perdeu a aventura dos dias anteriores? Então acesse aqui para o Dia 1 e aqui para conferir o que rolou no Dia 2 :) Lembrando que você pode seguir a hashtag #vempraroma lá no instagram pra curtir mais fotos e dicas!


Compartilhe boas ideias, coisas gostosas e amor nas redes sociais:
Dicas de Roma, dia 3: Roma sagrada by
Bia Lombardi

Bia Lombardi é cantora da Bellatrix, globe trotter e diretora criativa da marcaVIVAdesign.Leonina com ascendente em câncer, bate a assopra com a mesma eficácia. Enjoa de tudo com uma rapidez assustadora, o que faz com que esteja sempre de olho no que tem depois da dobra da esquina. Vê o mundo através das lentes de um caleidoscópio e sabe que existem inúmeras possibilidades de interpretação para os mesmos assuntos, basta querer enxergar. Por isso, mantém ouvidos e mente sempre abertos e está em constante aprendizado sobre a vida, o universo e tudo mais.

10 Comentários post

  1. Nossa, Bia: que fantásticas essas imagens!
    A cada post me convenço que sua premiação foi + que merecida!
    E o acervo pagão do Vaticano??? Má vá gostar de Zeus (e todo Olimpo) assim lá em casa, rssss.
    Mil beijos, Parabéns!!!
    lu.

  2. Ana disse:

    Affffff, qta coisa e foto linda!
    A viagem deve ter sido demais, Bia! <3

    • Bia Lombardi disse:

      Foi demais, Ana! Andei, andei e andei mas conheci MUITAAAAAA coisa em apenas 4 dias :)))) Viva a sola do tênis, hehe.

  3. Ai, céus, Roma, que lugar lindo!
    Vontade máxima de conhecer…

    • Bia Lombardi disse:

      É uma cidade encantadora… Tudo é lindo, muita comida boa e sol a pino, hehe. Tem que conhecer mesmo :)))

  4. ANA LAURA MIGLIACCIO disse:

    QUE LINDAS ESSAS FOTOS !!!, VC ESTÁ DE PARABÉNS , É COMO SE EU ESTIVESSE EM ROMA DE NOVO …….ADOREI …..
    SOU AMIGA E ALUNA DE LUCIENE FELIX LAMY E ACABAMOS DE CHEGAR DE ROMA .
    SUCESSO SEMPRE . ABRAÇOS.
    LAURA.

  5. […] fazer em Roma em 3 dias? Se você perdeu os guias anteriores basta acessar aqui: Dia 1 / Dia 2 / Dia 3! Também dá pra seguir a hashtag #vempraroma lá no Insta pra outras fotos e dicas :) Sexta-feira […]

  6. Genteeeee… quero entrar pela tela do computador, mas não tá dando certo… <3 bora pro 4º dia

Comentários estão fechados.

Search stories by typing keyword and hit enter to begin searching.