Desde que comecei a rascunhar essa série de vídeos aqui pro canal novo, tinha um tema que eu tinha muitoa resistência em gravar… as 6 razões para você pedir demissão agora! Confesso que não encontrava uma forma menos “insana” de propor algo dessa magnitude pra você aí do outro lado. Porque por mais que eu tenha feito isso, a muitos anos atrás, uma coisa é fazer isso com a sua própria vida, outra é dar a certeza pra você aí do outro lado de que você deve chutar tudo pro

Então que eu sou dada a ter rompantes filosóficos enquanto dirijo. Culpe o sono eterno que se apossa de mim toda vez que ligo o carro. Pra evitar de babar sobre o volante, meu cérebro automaticamente liga a chavinha do blábláblá e, quase sempre, saem conversas e papos bem interessantes dele ;) Tanto que resolvi começar a compartilhar com você um pouco disso, que tal? Considere essa tag, ‘Confissões da Bia’, como uma janelinha indiscreta espiar meu gênio em ação ;) Pra estrear a coluna, segue o primeiro vídeo deste

E semana passada rolou mais um Periscope da #bibliotecadogeniocriativo :) O conteúdo ficou muito legal porque o livro escolhido para a resenha é maravilhoso: Como mudar o mundo, de John-Paul Flintoff! O livro, editado pela Objetiva em parceria com a The School of Life, mostra como todo mundo acha que mudar o mundo dá muito trabalho e é impossível, mas nem sempre isso é verdade. O que acontece é que a maioria das pessoas nem tenta e acaba perdendo uma oportunidade maravilhosa de desenvolver mais empatia pelas pessoas e de exercer sua criatividade. Perdeu e

No vídeo de hoje vou te provar por A + B que seu cérebro… é plástico. Mas nada de imaginar uma garrafa de refrigerante PET sacudindo aí dentro da sua cabeça. Tente imaginar algo como uma massa plástica. É uma analogia mais certeira. Já ouviu falar em Design Thinking? Não? Então corre apertar o play e conhecer uma das ferramentas mais poderosas na hora de cultivar seu gênio criativo! Se você gostou, pode compartilhar a vontade o vídeo nas suas redes sociais. Pode também lascar um joinha no vídeo, além de

O vídeo de hoje pode quase ser confundido com uma resenha de filme. E de um filme MARAVILHOSO, diga-se de passagem. A reação é a mesma em 80% das vezes que apertam o play no filme Divertidamente: risos, lágrimas e RECONHECIMENTO. Quem não chorou quando viu as ilhas de personalidade da pequena Riley serem destruídas no filme bom sujeito não é, ou é ruim da cabeça ou doente do … coração. Não rima, eu sei. Mas a questão é essa mesmo. Enxergar o de sempre e ver algo diferente. Destruir

1 2 3 221 Page 1 of 221

Search stories by typing keyword and hit enter to begin searching.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com